sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

NOTA DE FALECIMENTO

Terezinha Machado da Cruz
entre a sua filha e nossa amiga
Robélia Haroldo Marques,
João Nery, Nivalda Caxingó e
Profª. Arleide Lira, no Encontro
dos Filhos e Amigos de Ibicaraí, 
em Salvador - 2018.

+ 25/02/2021

É com imensurável tristeza que
comunicamos o falecimento
de D. 
Terezinha Machado da Cruz,
viúva de Daniel da Farinha, que
residia em Salvador,
ocorrido ontem e o
seu Sepultamento foi
hoje às 10 horas da manhã.
Muito querida por todos
D. Terezinha era a mãe de
Robélia e Zezé.
Nossos mais sinceros sentimentos aos familiares e amigos enlutados.
Muita Paz.
Muita Luz.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021

NOTA DE FALECIMENTO


Tarcírsio Silva

* 02/03/1956
*
+ 23/02/2021

Muito abalado pelo desencarne de Dolane fui informado que um dos nossos conterrâneo, Sr. Tarcírsio Silva, havia contraído o Vírus do Covid-19 não registindo o tratamento veio a óbito em Salvador.

Tarcísio Silva era filho do senhor Francisco Silva, o famoso Sr.º Chiquinho, irmão do senhor Daniel Silva da Padaria União. e um dos maiores incentivadores da realização dos Encontros dos Filhos e Amigos de Ibicaraí, na City, participando do evento por dois anos consecutivos.

Meus mais sinceros sentimentos aos familiares e amigos enlutados.
Muita Paz.
Muita Luz.

Em tempo: Tarcísio Silva foi um dos coordenadores da campanha de Jair Bolsonaro para Presidente da República.






 


terça-feira, 23 de fevereiro de 2021

NOTA DE FALECIMENTO

 


DOLANE PATRÍCIA FONTES ROCHA

* 30/09/1964

+ 22/02/2021

É com grande pensar que comunicamos o desencarne de nossa querida amiga e conterrânea Dolane Fontes, ocorrido na tarde do dia 22/02/2021, no Hospital Arlete Maron de Magalhães, onde se encontrava internada já alguns dias.

Dó, como a chamávamos carinhosamente, sempre foi uma grande guerreira.

Filha exemplar, Mãe carinhosa, Neta paparicada, Esposa dedicada, Amiga e todos e uma brava guerreira.

Tivemos a grata satisfação de tê-la conhecido em tenra idade, quando vinha com seus amados pais e o seu querido irmão Dilsinho, passar as férias na casa do avô, Sr. Arlindo Fontes, em Ibicaraí.

Meiga, Doce, Simpática, Ingênua, Inteligente, Alegre, Amiga sincera, foi criada como Princesa pela sua amada mãe Dalva Fontes. 

Mas logo que casou-se com Osaná Peixoto, arregaçou as mangas, desceu do salto e foi fazer um pouco de tudo com muita competência e dedicação.

Abriu umas das primeiras Clínicas de Estética da cidade, fazendo depilação das inúmeras amigas e de sua crescente clientela.

Aprendeu a costurar, bordar, cozinhar divinamente e nas horas vagas era Promotora de Vendas da Natura.

Com o seu tempero inimitável e aproveitando os conhecimentos do seu esposo Osaná com proteína animal, abriu o Restaurante Varandão, na Praça Assis Araújo, com um cardápio bem variado. Como esquecer o seu Quibe, sua Pizza, seus Caldos, sendo o de Sururu o de minha preferência e a famosa Picanha na Chapa.

Com a sua eterna simpatia conquistou uma grande clientela que passou a chamar o Restaurante Bar de Dolane.

Jamais alguém viu Dolane se maldizendo da vida. Muito pelo contrário. Além de tudo isso que fazia cuidou com muito amor dessas duas meninas, digo, moças que dedicaram dia e noite a tarefa de cuidar da mãe com muito carinho e dedicação. Obrigado Ana Luiza e Ana Beatriz, pelo amadurecimento precose e pelo amor dedicado a nossa eterna amiga DOLANE.

Quando teve o primeiro diagnóstico de sua enfermidade procurou rapidamente fazer o tratamento e a sua vontade de viver intensamente era tão grande que nem a vaidade de todas as mulheres de possui uma bela cabeleira ela pouco ligou, raspou a cabeça com muita resignação e humilde. Quando íamos visitá-la em sua residência ela era quem levantava o astral dos visitantes. 

Na segunda vez não foi diferente. Caiu prá dentro como uma guerreira sedenta de vontade de viver no plano físico.

Na terceira vez ela enfrentou com a mesma força de vontade e determinação.

Recentemente ela recebeu o diagnóstico que já estava na hora de se preparar para o seu retorno para o mundo espiritual.

Veio a necessidade de tomar oxigênio no hospital. Eu relutei bravamente para não visitá-la pois temia verter muitas lágrimas na frente dela.

No dia 21 de fevereiro fui levado ao Hospital para visitá-la. Enquanto a Fisioterapeuta fazia alguns procedimentos eu cheguei na porta do quarto. Ela foi logo perguntando a Ana Luiza quem era. A filha prontamente informou que era o Tio Boró. Ela olhando com ternura para mim foi logo dizendo. Tá vendo amigo como estou? E continuou a conversar sendo imediatamente repreendida por Ana Luiza para não se esforçar muito para falar. Ela como excelente paciente obedeceu sem questionar. Pedi então permissão para fazer uma prece que foi devidamente autorizado. Fizemos um Pai Nosso, uma Avé Maria e a Prece de Cáritas enquanto ela contrita acompanhava silenciosamente. Como não dou vidente, tive a intuição que a partir daquele momento ela iria se preparar para do seu desenlace da matéria.

No dia seguinte, ontem, dia 22 de fevereiro um amigo me perguntou se eu já sabia da sua passagem. Respondi que não e procurei me certificar se não era FAKE NEWS.

Confirmado da informação do seu falecimento imediatamente fomos ao Hospital e juntamente com alguns parentes dela e amigos, fizemos as mesmas preces. A vibração do ambiente já era outro e uma Paz indescritível eu sentir. Tive a quase certeza que naquele momento o seu lindo Espírito acabava de fazer o seu desligamento do Cordão Prateado com a ajuda de inúmeros Espíritos Superiores, Simpáticos,  Benevolentes e Familiares.

Senti a presença do nosso amigo Espiritual Luíz Sérgio de Carvalho jovem de Brasília desencarnado em 1973 aos 23 anos e que hoje já tem mais de trinta e cinco livros editados através de quatro Médiuns encarnados.

Em função da Pandemia o corpo foi velado na residência do irmão Dilsinho com a presença apenas dos familiares. 

Hoje por volta das 7:45 minutos recebi uma ligação de sua prima Dilminha me convidando em nome da família para fazer uma prece às 9:00 h. Muita responsabilidade para mim. Acreditei que não iria conseguir em função da grande emoção que me invadia a alma. Peguei o Evangelho Segundo o Espiritismo e uma cola com a Prece de Cáritas a qual eu já sei de cor e salteado. Para a minha surpresa mais uma vez o ambiente estava tão iluminado e protegido que consegui cumprir o convite que em seguida a nossa confreira Fátima Fonseca completou com uma linda mensagem vinda do coração. 

D. Dalva falou que iria cuidar de suas netas como se fossem filhas.

Ana Luiza arrematou fazendo um agradecimento.

O cortejo fúnebre saiu religiosamente às 10:00 horas da manhã ensolarada de Ibicaraí para o Cemitério João Batista de Assis.

Acredito que desde ontem o Céu está em festa para recepcionar o Espírito Iluminado de Dolane Fontes.

Muita Paz amiga.

Muita Luz.








domingo, 21 de fevereiro de 2021

NOTA DE FALECIMENTO

 DRº. JOÃO ALVES FILHO

*02/06/1946

+ 21/02/2021

É COM PESAR QUE COMUNICAMOS

 O DESENCARNE, (Falecimento), 

DO DRº. JOÃO ALVES FILHO, 

Drº. João de Cabelo Bom ou 

Drº. Joãozito), OCORRIDO 

NESTA TARDE.

O CORPO SERÁ VELADO NO

 CALÇADÃO DAGMAR PINTO, 

DAS 8:00 H ÀS 10:00 H DE AMANHÃ, 

(21/02/2021). DE ONDE SAIRÁ 

PARA O CEMITÉRIO 

JOÃO BATISTA DE ASSIS.

NOSSOS MAIS SINCEROS

 SENTIMENTOS AOS FAMILIARES

 E AMIGOS ENLUTADOS.

🙌🙌🙌🙌🙌🙌🙌

🙏🙏🙏🙏🙏🙏🙏

quarta-feira, 13 de janeiro de 2021

NOTA DE FALECIMENTO

        
   Profº. Odilon Pinto Mesquita Filho

* 15/07/1948.
+ 13/01/2021.

É com bastante pesar que recebemos o comunicado do falecimento do nosso amigo Profº. Odilon Mesquita, feita pelo seu filho Rivamar Mesquita.

"Com muito pesar que eu filho, em nome de toda família e amigos, trago para vcs a triste notícia do falecimento do professor, radialista, ex ceplacquiano, ODILON PINTO.

Desde já agradecemos os sentimentos de todos. Logo estaremos  colocando para todos o velório e sepultamento. "

Ass. RIVAMAR  MESQUITA

Em seguida vamos relembrar essa entrevista feita pela amiga Celina Santos, do jornal Diário Bahia, em 26/04/2019.

Odilon Pinto supera 70 anos, em defesa da democracia e da cultura popular

PostDateIcon 26/abr/2019 . 18:22 | Autor: Editor

por Celina Santos, no Diário Bahia

Um doutor das letras nos laços da cultura popular; um defensor da democracia, que literalmente sentiu na pele as marcas de não aceitar o que lhe era imposto. Eis as primeiras palavras que podem descrever o radialista, professor e pesquisador Odilon Pinto Mesquita Filho. Com 70 anos e 9 meses intensamente percorridos, ele nasceu em Teresina (PI), mas chegou a Itabuna ainda na juventude, trazido pela organização política Ação Popular.

O grupo arregimentava pessoas movidas pelo ideal de liberdade e contra a Ditadura Militar, cujos efeitos foram vividos no Brasil de 31 de março de 1964 até 1985. “Eu lutei muito! Eu e muita gente lutamos, arriscando a vida até. Eu estou vivo por sorte (risos contidos)”, recorda ele, que ficou anos preso.

Detido em Ibicaraí e levado para a Penitenciária Lemos de Brito, em Salvador, Odilon Pinto experimentou o já tão relatado tratamento dispensado àqueles que não concordavam com aquele regime. Diante de nossa pergunta (um tanto óbvia, mas necessária) se ele foi torturado, o hoje grapiúna detalhadamente – embora sereno – contou:

“Fui! Todo mundo na época era. Eles queriam saber o nome dos outros. Prendiam você e, logo nos primeiros dias, ia torturar pra você entregar quem eram os outros. Choque, pancada, surra… E quando eles achavam que era perigoso, eles matavam mesmo. No meu caso, não. Porque quando me prenderam, eles já sabiam tudo. Em Panelinha, perto de Camacan, eu morava com um casal de companheiros e, quando eles prenderam o casal, eu fugi. Mas quando me prenderam depois, já sabiam tudo quem eu era, o que eu fazia, já tinham levantado tudo, investigado tudo”.

Aí perguntamos: e quem o senhor era? Ao que ele, mais uma vez serenamente, respondeu: “Eles chamavam de terrorista, mas eu acho que aquilo era só pra botar uma imagem negativa. Eu era militante comunista, militante revolucionário e ponto. Lutava pela democracia, eleição, essas coisas. Que as pessoas pudessem escolher quem governava, era isso que a gente fazia”.

Diante do gancho, emendamos: qual a avaliação dele sobre a democracia brasileira? “É um estágio de altos e baixos. Mas é isso mesmo; acho que não tem outro caminho não. É isso mesmo. Vai, vem, uma hora avança, outra hora volta pra trás. A democracia é o melhor caminho. Naquela época, a luta mesmo era pelo estado democrático de direito. Você não tinha direito a nada, hoje você pode fazer tudo. É o normal, que todo país tem”, avaliou.

“De fazenda em fazenda”.

Talvez por ter passado um período labutando na zona rural ao fugir da Ditadura, Odilon Pinto tomou gosto por retratar o universo dos trabalhadores de lá. Prova disso é o sucesso do programa “De fazenda em fazenda”, à época transmitido pela Rádio Jornal para Itabuna e região. A atração, que misturava informação e entretenimento, tornou-se companhia inseparável para aqueles que atuavam nas roças de cacau.

Há relatos de que as pessoas levavam o rádio até o local da “lida”, especificamente, para ouvir o programa, que ia ao ar logo no início do dia. Sobre isso, sorridente, lembrou: “Porque eu falava pra eles, não é? O resto não falava. Eu entrevistava eles, ia na roça entrevistar. Então, o sujeito estava lá na roça, um trabalhador rural, nunca pensou na voz dele sair no rádio… Eu ia lá, conversava, gravava, depois botava no rádio. Eles ficavam loucos!”.

Com o exercício da profissão de radialista nos chamados “tempos áureos do cacau”, ele demonstrava, também, o desejo de democratizar a comunicação. “Porque se a história do programa era sobre eles, como eu ia fazer um programa rural sem conversar com os trabalhadores? É porque o programa era pra eles. Então, como a pessoa vai se interessar de ouvir o programa se não tiver nada dele? Tinha que ser dele, se ver no programa. E aí realmente tinha audiência, tinha muito ouvinte porque o trabalhador se via. Eu ia na roça entrevistar, ele se ouvia e aí espalhava”, afirma, um tanto surpreso pela menção ao “De fazenda em fazenda”.

Indiscutivelmente, teve um olhar corajoso ao retratar aqueles até então desconhecidos. Ele, inclusive, tem consciência do quanto a coragem o move para fazer tudo que deseja. “Isso eu me considero! Tudo que é preciso fazer tem que fazer. Custe o que custar”, arrematou.

Este é o mesmo homem que constata não ter arrependimentos. “A própria militância política eu podia ter escolhido outro caminho. Mas naquela época, você não podia entrar em partidos. Então, eu fui porque fui; acabou, tinha que ser. Ou era assim, ou você tinha que se acovardar. Mas aí também não é assim e falei: vou lutar com o que tinha na época”.

“Aprender é sempre”.

A universidade foi outra seara em que Odilon Pinto se destacou. Formado em Letras, professor, ele fez mestrado e, depois, doutorado em Linguística. 

Indagamos, então, o que ficou como maior lição daqueles tempos. “O mais importante, que a gente aprende na pós-graduação, é como aprender. Você vai e pesquisa, tem que pesquisar, é o que mais enriquece, que soma ao conhecimento. Você se acostuma a lidar com o conhecimento. Você quer conhecer uma coisa, como é que faz? Aí tem toda uma metodologia, é o que mais fica”, argumenta.

Neste trecho específico, o educador dá um verdadeiro ensinamento que vale para tudo – não apenas para a esfera, digamos, das letras. “Aprender é sempre e é uma luta; é um trabalho que a gente tem. Tem que ir lá, tem que pesquisar, não é assim fácil”, mensurou.

Aliás, quisemos saber o que nosso entrevistado tem como principal realização da vida. Mais uma vez, ele mostra um traço da personalidade que o conduziu nestes 70 anos. “Pra mim, minha melhor realização é aprender a viver. Você viver pesquisando, fazer o que gosta. O trabalho nunca pesou pra mim, porque sempre fiz o que gostava. E aí, quando você faz o que gosta, não tem dificuldade. Tudo você enfrenta, tudo você faz, tudo tá bom e pronto”, observou.

Sonho e felicidade.

Possivelmente num encontro com as lembranças daquele jovem a abraçar o ideal de democracia, ele compartilha que vive um momento de calmaria. “O que tinha de conquistar já está conquistado, o país mudou. A minha agora é os netos, os filhos, é viver em paz. Não tenho ambição. Já fiz faculdade, já fiz doutorado … Não tem nada assim que eu queira, que eu precise ainda alcançar. A ambição é viver em paz, ter o dinheiro da feira, tenho casa própria, não preciso trabalhar, o quê eu quero mais? (risos)”, reflete, sempre com uma bem-humorada e elegante discrição.

Sobre família, ele confessa que teve relacionamentos anteriores, tem filhos, mas há 34 anos é casado com Rosilene Ferreira Mariano de Mesquita. “Você quer arranjar uma pessoa, viver bem e acabou. Procurei o tempo todo uma pessoa com quem eu vivesse bem, em paz, sem ter atrito. É assim que eu vivo”, disse.

Por falar em viver, ele tem convicção de que só deseja estar nesta terra enquanto tiver saúde. Agnóstico, procura não fazer conjecturas sobre o quê acontecerá após a morte. “Não me preocupo com isso. Se tiver Deus, eu vivo bem. Pouca gente é mais correta do que eu; então, eu devo ir pro céu. Se tiver o céu, eu vou pro céu. Não tenho dúvida. Se não tiver, também tudo bem”, assinalou.

Fonte: Celina Santos - Diário Bahia 

sábado, 9 de janeiro de 2021

DOADORES

 

Família pede doação de sangue para menina internada com leucemia

 FAMÍLIA PEDE DOAÇÃO DE SANGUE PARA MENINA INTERNADA COM LEUCEMIA

Uma família da região de Bom Jesus da Lapa, no sertão da Bahia, está fazendo campanha de doação de sangue para seguir com o tratamento médico da filha em Itabuna. Fabiano Ferreira conta que, como a família não conhece ninguém no sul da Bahia, está enfrentando dificuldade para conseguir voluntários para a doação e que a criança precisa de, pelo menos, cinco bolsas diárias de sangue.

O volume é maior porque, segundo Fabiano, a menina de 2 anos e 9 meses não precisa somente sangue, mas também de plaquetas para seguir com o tratamento da leucemia mieloide aguda, doença que causa sintomas como fadiga, palidez, hematomas, sangramentos e febre e infecção.

A criança está internada em um leito da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Manoel Novaes. Chegou ao sul da Bahia depois de passar pelo município de Guanambi. Quem tiver como ajudar, a doação pode ser feita no Banco de Sangue da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, que funciona no prédio anexo ao Hospital Calixto Midlej Filho, no Pontalzinho, de segunda a sexta-feira, das 7 às 17h, e aos sábados das 7h ao meio-dia. A doação deve ser em nome de Letícia Cruz Ferreira. (Do Pimenta)

Fonte: Verdinho

terça-feira, 22 de dezembro de 2020

NATAL DE IBICARAÍ-BA


 Um menino nasceu para nós: um filho nos foi dado! O poder repousa nos seus ombros. Ele será chamado mensageiro do conselho de Deus. (Is 9,6).


Caríssimos irmãos e irmãs, queremos convidar você e sua família para juntos celebrarmos o Natal do Senhor, onde iremos renovar as nossas esperanças por um mundo melhor, com o Nascimento do Senhor. Sabemos que por conta da pandemia não podemos ter aglomerações, mas estamos montando uma estrutura na Praça da Igreja Matriz, para assim poder acolher a um grande número de pessoas, seguindo todas as orientações das autoridades de saúde. Venha e celebre conosco o Natal do Senhor. Estaremos transmitindo ao vivo pelo nosso Facebook e pelo nosso canal no YouTube.
#natal2020 
#ParoquiaIbicarai 
#dioceseitabuna 
#pascombrasil 
#pascomibicarai 
#NataldoSenhor

segunda-feira, 7 de dezembro de 2020

NOTA DE FALECIMENTO

 


José Adilson Santos

* 04/03/1932
+ 07/12/2020

 Lamentamos profundamente informar o falecimento do amigo e empresário,  

José Adilson Santos, 

aos 88 anos ocorrido hoje em Petrolina.

Na juventude Zé Adilson foi bombeiro (frentista) do primeiro Posto de Combustível de Ibicaraí, pertencente a Celso Assis e fundou a Cerâmica Cruzeiro do Sul, hoje Cerâmica Ibicaraí.

José Adilson casou com a filha de Nestor Cerqueira e Profª. Zilda Mascarenhas.

Drª. Zilnêda Mascarenhas de Cerqueira Santos

que gerou as filhas

Drª. Dilzi Maria, 

Drª. Diane Mascarenhas

 e Gisler Cerqueira Rosa de Jesus (Sobrinho/Filho).

terça-feira, 1 de dezembro de 2020

NOTA DE FALECIMENTO

Drº. Gilberto Bonfim Matos

*02/02/1947
+1º/12/2020

Lamentamos profundamente informar o falecimento do
amigo, conterrâneo e sobrinho,
Drº. Gilberto Bonfim Matos, aos 73 anos, filho do Irmão José Matos.
Drº. Gilberto deixa três filhos:
Drº. Igor, Engenheiro Civil, residente nós EUA,  Drº. Yuri, Engenheiro Elétrico, residente em Salvador,  e Drº.Yvan, Engenheiro Mecânico, residente em São Paulo.
O velório será em sua residência em Itabuna-BA, de onde sairá para o Cemitério às 11:00 horas do dia 02/12/2020.


 

terça-feira, 24 de novembro de 2020

PREFEITO NÃO VAI FAZER GUIA TÁCTIL?

Rua com Guia Táctil

Rua com Guia Táctil

Passeio do Edifício Assis.
Av. São Vicente de Paula e
Av. Profº. Otávio Monteiro
NÃO terá Guia Táctil?

Passeio do Edifício Assis.

Av. Profº. Otávio Monteiro e

Av. São Vicente de Paula

NÃO terá Guia Táctil?

Primeiro espalharam a informação de que a retirada dos meio-fio de pedras era uma exigência dos Engenheiros da Caixa Econômica Federal.

Verdadeiro Fake News.

Segundo que haveria uma bela iluminação, Guia Táctil, para orientação dos deficientes visuais, e Rampa de Acesso para facilitar o deslocamento dos deficientes físicos.

Pela "Amostra Grátis" feita no passeio do Edifício Assis, NÃO constatamos a existência desses equipamentos.


"Nos últimos anos, é crescente a presença do piso tátil nas calçadas das cidades brasileiras.

Você provavelmente já percebeu essa mudança, e agora vamos explicar como tudo começou e porque é fundamental adequar a sua calçada às novas normas de acessibilidade presentes na NBR 9050.

Antes de mais nada, é importante compreender a função do piso tátil e porque ele, além de uma exigência da legislação, é também um promotor da acessibilidade nas cidades brasileiras.

A função do piso tátil é permitir, através de seu relevo característico, uma "trilha" para que pessoas com algum tipo de deficiência visual possam, com maior autonomia, circular pelas ruas e calçadas de forma segura e independente. Para que funcione corretamente, o piso tátil precisa ter uma textura diferente do calçamento ao seu redor, é através dessa textura que a pessoa com alguma dificuldade de locomoção e/ou visão poderá se guiar, passo a passo.

Muito antes de ser uma necessidade do ponto de vista jurídico, devido às normas adotadas pelas cidades brasileiras, adequar o calçamento visando garantir acessibilidade é um ato de cidadania. É garantir ao próximo o direito de se locomover com maior liberdade e dessa forma incluí-lo na sociedade.

O material de fabricação pode ser concreto, inox ou borracha. A escolha entre um material e outro deve obedecer critérios técnicos e também estéticos, já que cada tipo de piso deverá se comportar de maneira mais apropriada em determinado ambiente, tanto pela sua durabilidade quanto pela manutenção que eventualmente seja necessária.

A utilização deste tipo de piso garante ao usuário uma trilha que pode ser percorrida com segurança, desde que sejam observadas durante as obras de instalação, todas as orientações técnicas presentes nas normas que regem esse tipo de construção."

Fonte: inconrevest.com.br.

sexta-feira, 20 de novembro de 2020

IBICARAIENSE LANÇARÁ LIVRO DIA 25



 Live de lançamento do livro " Representação Social de Adolescentes em conflito com a Lei na Mídia", com o autor, Domingos Barreto de Araújo, e os convidados Dr. Nelson Santana do Amaral (Juiz Titular da V Vara da Infância e Juventude e Professor da UNEB) e Dra. Samira Safadi (Assistente Social e Professora do Instituto de Psicologia da UFBA).

https://www.youtube.com/watch?v=asJRI9j0HhY

Olá Amigas, Amigos  e Colegas!

Encaminho convite para assistirem a Live do lançamento do meu livro. Segue o link.

Atenciosamente,

Domingos Barreto de Araújo


sexta-feira, 13 de novembro de 2020

MONALISA DISPAROU E IBICARAÍ VAI VOLTAR A SER FELIZ

 

Monalisa Tavares dispara 

Monalisa Tavares dispara na pesquisa com 46,05% dos votos.

Mesmo somando os dois opositores, que estão em segundo e terceiro lugar, fato quase impossível de acontecer, ela ainda ganha as eleições de 2020. Isso se considerasse que todos os apoiadores de Lenildo aderisse a campanha do pior Prefeito da História do Município.

Como os Bares ficarão fechados até  às 22:00 horas, do dia 15/11/2020, segundo a Legislação Eleitoral, sugiro a Monalisa Tavares contratar um enorme espaço para comemorarmos a libertação de Ibicaraí dos seus algozes, dando alforria a todos ibicaraienses. Vamos aproveitar e comemorar o aniversário de minha candiata a Vereadora Nara Nogueira.

Liberdade mesmo que seja tarde.

Igualdade entre todos os filhos da Terra Santa, sem discriminação racial, religiosa e opção sexual.

Fraternidade que será a marca da Administração de Drª. Monalisa, Médica Pediatra respeitada por todos os seus pequenos clientes e os seus pais.

IBICARAÍ VAI VOLTAR A SORRIR.

PARABÉNS MONA, FAMILIARES, EQUIPE E A TODOS OS ELEITORES QUE ADERIRAM A CAMPANHA MESMO COM TODAS AS PERSEGUIÇÃO DO TIRANO.

ELE, NUNCA MAIS.


FIM DE LINHA PARA O PREFEITO DE IBICARAÍ

 

Alessandra Brandão


Drª. Mabel Andrade, neurologista.


"Em minha carreira de médica me deparo com algumas situações que me desanimam. Fui chamada para ser Plantonista no hospital de Ibicaraí, que entre os médicos , tem uma péssima fama de pagar muito abaixo do valor normal , desvalorizando nosso trabalho . Ainda assim fui. 

Por onde passo sou conhecida como “ chata” , mas somente por aqueles que fingem trabalhar , porque quem “ chega junto” , normalmente não me quer longe . Sou do tipo que faço meu trabalho com amor , humanizado , comprometida , não falto, não chego atrasada, trato pacientes como se fossem conhecidos . E cobro da secretaria de saúde atitudes. Além

Disso , como neurologista , trouxe pela primeira vez na história do município , um atendimento de Neurologia pelo SUS. Recebi várias visitas de vereadores nos meus plantões elogiando meu trabalho . Nunca na minha carreira fui demitida, pelo contrário, quando acho propostas melhores , deixo sempre uma porta aberta para retornar . 

Fui orientada a trabalhar no município por uma missionária da igreja que é amiga da família, pelo fato do gestor e sua esposa também ser evangélicos . Mas me deparei com alguns absurdos que a população precisa saber . Me deparei com um

Salario vergonhoso .Andando  aí do lado em st Cruz da vitória , floresta azul, itape, barro preto já podemos ver a discrepância nos valores dos salários . Me deparei com pacientes internatos por 60 a 90

Dias com apenas uma pendência para resolver seus problemas , um simples torpedo de oxigênio, ou às vezes um exame que custa 90 reais mas que ninguém resolve . Me deparei com paciente vítima de parada cardíaca , onde me envergonhei por estar naquele local , porque o desfibrilador não funcionava, o ambu para ventilar não funcionava , o tubo para entubar fora da validade , entre outros absurdos . Registrei tudo isso em livro de ocorrência , que provavelmente irá sumir a partir desse momento , mas eu tirei uma cópia , além de comunicar as diretorias de enfermagem e administrativa . Nada foi feito . 

Em meio à tantas coisas realmente sérias , não prezando pela qualidade , mas sim pelo poder , a primeira dama esteve presente em meu último plantão . Por volta das 21hs, primeiro fez p guarda abrir as portas do fundo , já trancadas esse horário por questão de segurança , mas a mesma não queria entrar pela porta da frente e ser vista . Exigiu que a enfermeira fizesse um trabalho fora da obrigação Dela, que foi olhar a pressão da primeira dama dentro do seu carro . Neste momento fui informada que a mesma estava no hospital para ser atendida , desci para o consultório imediatamente para atende-la , porque é lá que atendemos TODOS os pacientes . Por questão de estrutura, e higiene . Haviam 2 únicos pacientes nesse momento aguardando . Aguardei A primeira dama Alessandra  para o atendimento  , quando fui informada que a mesma foi embora e se recusou a ser atendida no consultório onde as outras pessoas são atendidas. 

Em toda minha carreira nunca vi nada parecido , atendo nos hospitais prefeitos , pai de prefeito , filhos , todos  com muita humildade . No dia seguinte o prefeito ligou para o hospital para confirmar se neguei mesmo “  atendimento especial “ a primeira dama , e imediatamente emitiu minha demissão. Sem se preocupar com a qualidade do meu serviço , que pode ser provado pelos pacientes e equipe , mas sim em abuso de poder.   Em conversa com a mesma , foi totalmente contraditoria, primeiro disse que estava com uma roupa inapropriada , porém estava acompanhada de dois homens , o secretário de financias e um outro que não conheço . Tenho certeza que a equipe e os dois únicos pacientes ali , não iriam olhar sua roupa . Depois mudou a conversa e disse que não foi para ser atendida por mim, mas foi esse o recado que a enfermeira me deu , e foi essa a pergunta que o prefeito no dia seguinte fez antes de me demitir . 

Não fiquei revoltada com o emprego, apesar de gostar muito da equipe, mas é uma região onde não investe na saúde e torna praticamente impossível realizar um bom trabalho , mas me chateei com o absurdo que foi a situação , Ainda mais vindo de pessoas evangélicas , que há pouco tempo não tinham absolutamente nada . Mas já com poucos meses abusam

Do poder dessa forma ao invés de se preocupar com o que realmente é importante , como o material em casos de parada cardíaca que faltam, ou exames de valores irrisórios que mantém pacientes por meses internados. Não adianta visitar assentamentos , fazer um trabalho “ social “ , se na oportunidade que tem, abusa de um poder que aliás, não tem . Digo , que graças a Deus , prefeitura passa, uns 4 a 8 anos no máximo , mas eu, devido à todo meu estudo e esforço , permaneço médica e neurologista pelo resto da minha vida . E continuo a fazer meu trabalho , de forma particular no

Município" .

quinta-feira, 22 de outubro de 2020

DIRETOR DO MINISTÉRIO DA SAÚDE SAÚDA IBICARAÍ.



Drº. Laurício Monteiro Cruz

O ibicaraiense 
Drº. Laurício
 Monteiro Cruz 
Diretor do Departamento de imunização e Doenças Transmissíveis,
do Ministério da Saúde.

Drº. Laurício
 é filho de 
Sr. Josias e D. Guiomar, do 
Distrito da Saloméa e
Estudou na Academia de Educação Montenegro.


PERDA. ESSE É O SENTIMENTO



Waldyr Montenegro e 
Drª. Monalisa Tavares

 Hoje, Ibicaraí completa 68 anos!
E pra mim, o mais doloroso é o sentimento de perda. De que estamos andando para trás. 
Nessa data tão importante, precisamos mais do que nunca, ter fé e esperança que dias melhores virão para o nosso povo!
Uma cidade que respeite o seu povo e valorize os seus profissionais!
O nosso presente, é dizer não há tantas perdas e seguirmos juntos para a retomada do desenvolvimento!

Drª. Monalisa Tavares

domingo, 18 de outubro de 2020

NOTA DE FALECIMENTO


Gersonessi José Simões

* 09/08/1959
 +18/10/2020

Lamentamos profundamente o falecimento do nosso amigo Gersonessi, deixa a viúva
Raimunda Vieira e orfãs,
Maiara Vieira
e Maiana vieira

O Velório será no Calçadão Dagmar Pinto, de Lulinha, das 09:30 horas até às 11:00 horas, de onde sairá para o Cemitério Municipal João Batista de Assis.

 

domingo, 11 de outubro de 2020

QUERIDA MAINHA


Profª. Waldyr Pinto Montenegro Matos



A Profª. Waldyr Pinto Montenegro 

Matos foi para o 

Oriente Eterno há 9 anos. 

Deixou um grande legado na 

Educação e nos princípios básicos 

do Conservadorismo . 

Deus, Pátria e Família.

Obrigado Família Montenegro Matos.

Muito Axé.

Muita Paz.

Muita Luz.

terça-feira, 6 de outubro de 2020

MEGA CARREATA AMARELOU IBICARAÍ

 

Drª. Monalisa Tavares

Tudo o que é feito com amor, alcança o coração...💛 e foi nesse ritmo contagiante da alegria, sintonia, humildade e amor por Ibicaraí que Drª. Monalisa e o empresário Adelson Oliveira, caminharam pelas avenidas e ruas de Ibicaraí juntamente com seus 


Vereadores e o Povo em uma Carreata INESQUECÍVEL, pois o Sol nunca se cansa de brilhar pra quem tem alma de Girassol! Gratidão, é esse o sentimento que fica a todas as pessoas que acompanharam, saíram nas portas, estiveram nas esquinas e já vestiram não somente a blusa amarela, mas abraçaram o 25 como sendo o melhor Projeto para a Reconstrução de Nossa Cidade.

*#AgoraÉ25*

*#APrefeitaDoPovo*

sexta-feira, 18 de setembro de 2020

DESTEMIDA E CONQUISTADORA


QUE O NOSSO CRISTO REDENTOR POSSA ILUMINAR 

 Minha amiga que é uma profissional competente, filha de uma ex Vereadora, Enfermeira exemplar, uma cidadã que a vida toda assistiu o pobre e o rico com o mesmo desprendimento, tem todos atributos para desenvolver um ótimo trabalho de fiscalização e a elaboração de Leis concernente a atividade Legislativa do Município de Ibicaraí-BA, com denodo e dedicação auxiliando a futura Prefeita com honestidade e lealdade. 

Na verdade a sua capacidade extrapola os limites de nosso querido torrão, já que há anos ela assessora inúmeros políticos de Itaju do Colônia, Santa Cruz da Vitória e Floresta Azul-BA. Se ela fosse mais de uma pessoa a Bahia seria pequena para absorver a sua capacidade intelectual e humana.

Para alguns poucos eleitores o fato de vê-la tomando a sua companheira gelada, extrapolando a sua alegria de viver e relaxando o stress do labor, acabaram colocando uma pecha em seu rico currículo, de "Nara doida". Eu mesmo por exemplo tenho intimidade para na hora do lazer brincar, dar gargalhadas gostosas e até falar um bom palavrão para causar. Confesso que algumas vezes refiro-me a ela como Nara "doida", que de doida não tem nada, com o mesmo carinho que ela brinca comigo e fala muitas palavras e palavrões que a grande maioria dos puritanos como eu não tem coragem mais comunga "porra".

Nessa hora meus pais que me educaram com os rigores da lei, da ordem, da moralidade e dos bons costumes devem estar se revirando como para me dar um tapa na boca e ainda usando a "psicologia" da palmatória. Que saudade imensa! 

Nara não tem nada na vida por que não quer. Ela ao mesmo tempo tem tudo. Uma exemplar e unida família, dezenas, centenas e por que não milhares de amigos que gostam dela 

o que é mais precioso num ser humano. Nara tem a liberdade de ir e vir a hora que quiser, de vestir o que quer, de falar o que dá na telha, vontade de chorar, rir, rir muito e viver a vida na plenitude.

 Se os seus verdadeiros amigos a entendesse e compreendesse daria a ela a maior votação para Vereadora da historia. 

Vá em frente Nara!

Siga a sua intuição!

Se acontecer que com fé em Deus  não vai acontecer, de vc perder a eleição, não se decepcione. Quem perderá será Ibicaraí.

Não amarele para pedir votos. Amarele só para votar na Mamãe. Lembre que vc é uma das responsáveis por tudo isso.

Boa sorte Vereadora. Vc

Conte com o meu apreço, reconhecimento e voto.

Obrigado por existir.

terça-feira, 15 de setembro de 2020

CARTA ABERTA AO PREFEITO DE IBICARAÍ-BA

 CARTA ABERTA AO PREFEITO DE IBICARAÍ-BA

           Av. São Vicente de Paula

EXCELENTISSIMO SENHOR PREFEITO MUNICIPAL DE IBICARAÍ-BA.

Mesmo não comendo o seu Pirão e sem dançar a sua música, gostaria de oferecer uma sugestão.
Sendo seu opositor ferrenho neste momento, gostaria de colaborar com a sua administração, desprovido de qualquer sentimento menos digno apenas como cidadão comum.

PELO AMOR DE DEUS
PARE COM ESSA OBRA DAS AVENIDAS.

Assistir a audiência pública, através da Rádio Web ABN, ouvi atentamente o nobre Engenheiro e os questionamentos da comunidade presente.

O senhor, como ibicaraiense bem intencionado que é, teve uma das ideias mais louvável de sua gestão  ao procurar requalificar ou repaginar as duas mais tradicionais avenidas da cidade, com um lindo projeto.
Vi algumas imagens do Projeto e fiquei encantado. Confesso que nem em Brasília Capital da República, que foi detalhadamente projetada por Oscar Niemeyer, nem na linda orla de Salvador, Capital do nosso Estado e a primeira Capital do Brasil e nem em Copacabana, no Estado do Rio de Janeiro, segunda Capital da República eu vi calçadas tão bonitas quanto essas no projeto.
O Calçadão de Copacabana é um Cartão Postal e de um visual deslumbrante. A Pampulha em Belo Horizonte, idem. 
Esse projeto é digno de qualquer Capital do Mundo.
Parabéns pela bela iniciativa e desejo político de embelezar a Cidade.
Porém querido Sobrinho e conterrâneo, peço encarecidamente que PARE COM ESSA OBRA.
O senhor teve tudo para ser o melhor Prefeito da História de nossa Terra Santa.
Teve uma boa equipe de Secretários, Diretores, etc.
Uma boa Assessoria Jurídica.
O apoio dos 11 Vereadores.
De boa parte da Sociedade Civil.
Das Igrejas Evangélicas, dos Pastores e suas ovelhas.
De grande parte da Igreja Católica.
Da Polícia Militar.
Do Governo do Estado.
Dos Deputados de todas as lideranças políticas, que destinaram grandes somas de Verbas Federal e Estadual para o Município.
Da Milionária verba da Repatriação no valor de 11 milhões.
Verbas para a Saúde.
Verbas para o Combate ao Covid-19.
Verbas para a Educação, etc.
Além de tudo isso, a tragédia de uma Pandemia que lhe possibilitou a Decretar Calamidade Pública, no mês de março até 31 de dezembro de 2020, data que encerra o seu mandato,  permitindo o gasto do dinheiro público, SEM LICITAÇÃO .
Finalizando, confesso que a oposição foi muito tímida na fiscalização de seu Mandato.
O único equívoco de sua gestão foi contratar uma empresa onde um de seus engenheiros copiou dos manuais do Ministério da Cidade os projetos das Praças e das Avenidas, sem o devido conhecimento da realidade local, sem ouvir os desejos dos comerciantes das Avenidas e dos moradores de cada espaço público, adequando às orientações dos Manuais do Ministério aos projetos com a realidade local.
Ao ser informado da existência deste projeto desde 2017, em tramitação no Ministério das Cidades, tomei conhecimento de sua boa intenção de revitalizar as Praças: da Criança, dos Idosos, do esporte, etc.
Esse fato confirma que o Engenheiro não conheceu os Logradouros Público, dando nomes fictícios no papel em sua prancheta.
Tecnicamente as Avenidas ficarão perfeitas quanto as exgisgência do Ministério e da Caixa Econômica Federal e as mais belas da Bahia.
Porém serão as Praças mais odiadas da Bahia também, pelos empresários das Avenidas, pelos Motoristas, Motoqueiros, Ciclistas, 
Educadores Físicos e seus alunos e até dos Cavalheiros e Amazonas e por fim pelos pedestres.
Com a conclusão, teremos a proibição das Cargas e Descargas aumentando as despesas dos comerciantes no transportes de cargas interestaduais e com os carregadores.
Ficará perigoso sair de casa nas Avenidas já que alguns motoqueiros e ciclistas estão usando os passeios em alta velocidade podendo causar um acidente ao abrir a porta da residência ou do comércio.
Sei que poderá ser uma decisão política difícil parar essas lindas obras Prefeito. Porém, será mais prudente e sensato refazer o projeto antes do término da obra que gastará muitos recursos para depois derem recontruidas.
Desculpe fazer essas reflexões mas elas poderão ser muito mais positiva para o seu desejo de reeleição.
Para os seus opositores será ótimo pois essas obras das Avenidas ficarão lindas porém vai tirar muito votos do senhor.
Vou ser chamado a atenção por boa parcela dos eleitores de Monalisa, a qual eu estou apoiando de graça e sem promessa de emprego ou cargo público. 
Para aqueles que não gostam de Ibicaraí-BA vão torcer para quanto pior, melhor.
Graças a Deus eu não tenho esse tipo de sentimento.
Pense, reflita, ouça os seus colaboradores verdadeiros e não infla o seu ego com aqueles que não teem compromisso com a coletividade e só sabem balançar a cabeça e puxar o saco.
Atenciosamente,
             Waldyr Montenegro
                      Cidadão